As palavras que usamos, 


especialmente aquelas que freqüentemente 


parecem ser sem importância,


dizem um bocado sobre quem somos,


e como abordamos o mundo.