Tatuados
                                    Silvia Schmidt
 

Hei de deitar-me um dia no teu leito,
Hei de te olhar nos olhos, a sorrir,
Hei de dizer - sem medo e sem fingir -
De quantos sonhos meu amor é feito.
 

Tu me olharás, ardendo-te em desejo,
E atrairás meu corpo para o teu.
Hei de sentir-te finalmente meu,
Hás de sugar-me a alma com teu beijo.
 

Nós perderemos a noção do tempo,
Nós ouviremos o soprar do vento,
Cantando nosso amor em prosa e verso.
 

Seremos força viva no presente,
Seremos água e sede eternamente,
Tatuados para sempre no universo.
 

Silvia Schmidt
*Humancat*
Livro: " Toques & Choques "
- direitos autorais reservados -
©2001