Tu conheces todas as palavras
que me conduzem ao medo de perder-te,
no entanto as proferes.

Tu sabes bem das atitudes tuas
que me lançam num poço de ciúme,
no entanto não as evitas.

Tu sabes o quanto teus atrasos me maltratam,
o quanto me põem insegura e em sobressalto,
no entanto sempre te atrasas.

Tu sabes o quanto fazes falta,
o quanto nada sou sem tua presença,
no entanto tu me faltas.

Tu sabes o quanto quero defender-me
de todo este sofrimento que este amor me traz,
no entanto não me defendes.

Tu sabes tantas coisas, tantas e tantas sobre mim.

Eu sei que sabes quase tudo,
no entanto não sabes que mudo todos os dias,
assim como tudo muda.

Chegará o dia em que pensarás que sabes tudo que sou,
no entanto eu já terei sido sem mais o ser.