Encantos e Paix§es«
 
 
 
 
 

Passo a vida aguardando o meu amor.

Ela virá, para alegria plena

Deste gran capitán, navegador,

Que perde o rumo quando a amada acena.
 
 

Na minha caravela, a brisa amena,

Ao me beijar a face, extingue a dor.

E a dor da ausência é triste, causa pena...

A mar algum irei se ela não for.
 
 

Como posso ir sozinho, a navegar,

Se, sem sua presença, o velho mar

Parece o cemitério dos amantes?
 
 

Ela virá, eu sei, posso senti-lo,

E aprenderei que o amor não é aquilo,

Aquele mar de dor que havia antes.
 
 
 
 


Encantos e Paix§es«

 


 


 
 





NSEQEAVJ